Fila pausada

O que fazem nestes casos?

O Asaas utiliza respostas HTTP convencionais para indicar sucesso ou falha nas requisições.

Ao ativar o Webhook, sempre que houver alterações nos recursos integrados, será feito uma requisição POST para o endereço configurado, contendo o evento e o recurso envolvido. Para que o Asaas considere a notificação como processada com sucesso, o status HTTP da resposta da aplicação do cliente deve ser 200.

📘

Qualquer outro retorno que o Asaas receber (seja 308, 404, 403, 500, etc) é considerada uma falha de comunicação.

Quando houver algum problema no envio de Webhooks, você receberá um e-mail do Asaas no e-mail cadastrado informando o problema. Após isso, o Asaas continuará tentando enviar o mesmo evento. Caso o erro aconteça por 15 vezes seguidas, a fila da envios é pausada e você para de receber novos eventos até que reative a fila no painel.

Webhook de cobranças com fila de sincronização interrompida.

Webhook de cobranças com fila de sincronização interrompida.

Com a fila interrompida, novos eventos continuam sendo gerados e salvos pelo Asaas, porém não são mais enviados para sua aplicação até que você reative ela. Quando reativada, todos os eventos acumulados serão enviados em sequência.


Veja mais: Como visualizar logs de Webhooks


Se você encontrar alguma mensagem de erro ou código HTTP de resposta nos logs e ficar em dúvida sobre como resolver, você pode consultar os guias abaixo:

403 Forbidden

Esse tipo de retorno geralmente acontece quando o seu Firewall está bloqueando as conexões do Asaas para disparo das informações.

Nesse caso, precisa verificar as configurações do seu Firewall, seguindo essas orientações:

Possíveis ajustes no seu firewall:

Recomendamos certificar-se que o seu firewall não irá bloquear as requisições vindas do Asaas. Uma das maneiras de garantir isso é liberar todo o tráfego vindo destes IPs:

52.67.12.206
18.230.8.159
54.94.136.112
54.94.183.101
54.207.175.46
54.94.35.137

Obs.: em sandbox podem haver outros IPs que necessitem de liberação.

O Asaas envia a requisição de webhook com o header: { User-Agent: Java/1.8.0_275 }. Certifique-se que seu provedor de firewall não bloqueia requisições com este header.

Após verificar e se certificar de liberar esses pontos, você pode novamente reativar a sua fila para checar se os eventos serão sincronizados.

500 Internal Server Error

O erro de webhook 500, significa que a conexão com o seu servidor foi estabelecida, porém, a sua aplicação retornou erro. Isso ocorre geralmente devido a alguma exceção ocorrida no seu código/tecnologia.

Pode indicar uma adversidade no servidor. Isso pode ser devido a alguma incompatibilidade ou até mesmo configurações incorretas no servidor, como scripts errados, etc.

O erro 500, é um código muito abrangente. Mas, em geral, significa erros no servidor web, onde este não consegue finalizar a solicitação do usuário. E o servidor não consegue identificar o motivo disso.

Read Timed Out

A conexão com o seu servidor foi estabelecida e o evento foi disparado, porém, sua aplicação não retornou a resposta no tempo esperado.

No Asaas aguardamos a resposta por 10 segundos, caso não seja recebido o retorno nesse tempo, o webhook é disparado com o erro “Read Time Out”. A sincronização é feita a cada 30 segundos, e caso seu sistema falhe em responder HTTP 200 15 vezes consecutivas, a fila de sincronização será interrompida.

Você precisará verificar em seu sistema, o tempo que está levando para nos retornar o webhook e caso esteja acima dos 10 segundos, fazer o ajuste necessário.

Após certificar-se que seu sistema responderá HTTP 200 para o Asaas basta reativar fila de sincronia acessando a área Minha Conta, aba Integração, todos os eventos pendentes serão processados em ordem cronológica.

Connect timed out

O erro Connect timed out significa que a conexão não foi estabelecida após atingir o tempo limite.

Geralmente esse erro é quando há algo errado com sua conexão de rede local. No entanto, nem sempre é esse o caso.

Pode significar também que o seu site está tentando fazer mais do que seu servidor pode gerenciar. Isso é particularmente comum em hospedagem compartilhada, em que seu limite de memória é restrito.

Você precisará verificar em seu sistema, o que pode estar ocasionando esse erro e realizar a correção para que mesmo volte a funcionar normalmente e após isso, reativar a fila de sincronização de webhooks.

400 Bad Request

O erro 400 geralmente significa que nós enviamos a solicitação, mas o sistema não conseguiu recebê-la por uma diferença na formatação esperada, como um atributo não-tratado, ou um retorno esperado que não é enviado por nós.

É importante verificar em nossas abas de webhook no menu lateral da documentação o modelo de payload enviado por nós, e se certificar de que seu sistema esteja tratando todos os eventos e que não esteja esperando atributos não-existentes.

404 Not Found

O erro 404 indica que o disparo do evento foi feito, mas a URL informada não nos encaminhou para um local existente. Isso pode indicar algum erro de digitação na URL, ou que o servidor está inativo ou foi mudado de local.

Certifique-se que não haja nenhum erro de digitação na sua URL, e também verifique se o local para onde estamos fazendo o disparo não está indisponível ou que a URL do servidor não foi alterada. Após isso, basta reconfigurar a URL no Asaas e reativar a fila.